Páginas

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Dos pequenos prazeres


Quem assistiu ao filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain” (2001), deve lembrar-se como Amélie se deleitava com pequenas delícias, tais como juntar pedrinhas no bolso para atirá-las no canal Saint Martin; enfiar as mãos nos sacos de grãos; quebrar com a colher a crosta do creme brulée.
 
Falar de nossos pequenos prazeres é mostrar um pouco de nossas excentricidades. É abrir um compartimento que quase sempre mantemos fechado. No entanto, baseada nas pequenas delícias de Amelie, vou abrir uma das gavetas e revelar algo de mim a partir das coisas que temperam os meus dias e mexem com meus sentidos.
 
-Fazer café coado, bem forte, só para sentir seu aroma.
-Cheirar livros novos ou velhos.

-Escrever em caderno novo.
-Comer pizza gelada com café bem quente.
-Mexer massa de bolo e acompanhar seu crescimento no forno.
-Beber o primeiro gole de uma cerveja bem gelada.
-Sacar a rolha do vinho e ouvir o “ploc!
-Sentir o cheiro peculiar dos lugares verdes e arborizados. (A cidade de João Pessoa tem esse cheiro como nenhuma outra)
-Ouvir, ao longe, música com melodia gostosa.
-Comer algo doce e beber água com gás.
-Escolher frutas no mercado ou, ainda melhor, colher a fruta diretamente da árvore e saboreá-la ali mesmo.
-Ouvir o ron-ron dos meus gatinhos.


Essas são algumas das coisinhas - aparentemente tolas - que carregam meu espírito para outro lugar e me dão gosto de viver.  

Todos têm dessas esquisitices, mas é tão bom, tão mais prazeroso quando encontramos alguém com quem compartilhá-las, assim como aconteceu com Amélie Poulain e seu amado Nino Quincampoix. 


 E você, abriria sua gavetinha de guardados e diria quais seus pequenos prazeres?

6 comentários:

  1. Pizza com café..., colher amoras..., esqueceste-te do camarão... ;)

    ResponderExcluir
  2. Ow, que bonito!

    Água com bolinha e cheiro de livro novo e velho são coisas que gosto tanto que até estão na minha lista, lá no perfil.

    Também adoro cheiro de casa limpa, de banho, de bebê e da minha comida, em especial do meu feijão. Ah, claro : cheiro de homem gostoso, o meu! Ui!

    =)

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  3. Que singelo!
    Pena que a chamada "fadiga olfativa" acabou com meu prazer de cheirar livros... :(
    rs

    Mas o café...!!!Ahhhh, o café!!!

    ResponderExcluir
  4. NOssa falar dos prazeres e das loucuras...Isso é um tanto perigoso.. De louco todo mundo tem um pouco. ADoro tirar selos, e cheirar adesivos.Fechar os olhos e deixar a chuva bater. Imaginar formas nas nuvens, pegar em areia molhada e sentir o cheiro da terra qdo a chuva bate. Esses são os mais bestinhas..hahaha.
    Bjos
    Ly

    ResponderExcluir
  5. Bem... daquelas que vc citou, ouvir o ron-ron dos meus gatos e fazer carinho neles para ouvir-lo melhor é uma das coisas que adoro fazer. Escutar o vento forte balançar as arvores e bater as portas da casa e correr para senti-lo em mim também. Escutar o barulho do mar (apesar de que já faz um tempo que não o vejo). Sentir o abraço da minha cachorra toda vez que chego em casa. Tem muita coisa, mas essas são as que me vieram à cabeça.
    Bjão

    ResponderExcluir
  6. além de concordar com tudo que vc mencionou, acrescento ainda: sentir o cheiro de plantas regadas no fim da tarde, sentir o sol das 16:25h (hora q eu nasci)que deixa tudo meio amarelo e perfeito pra uma foto, ir na casa da minha tia e sentir o mesmo cheiro de Neston desde os meus 3 anos, ouvir "leãozinho" e lembrar de quando me trancava no mundo fantástico do meu guardarroupa embutido... se for falar tudo não durmo hoje! =D

    ResponderExcluir