Páginas

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Quem é o Ano Novo?


“Acorda, Margareth, vem ver o Ano Novo chegar!”

Nessa época eu era muito menina, tão menina que ainda acreditava em Papai Noel. Não lembro quantos anos eu tinha, mas recordo muito bem quando, próximo da virada do ano, a minha mãe me acordava para ver o Ano Novo chegar.

Talvez por ainda estar muito envolvida com as festas de Natal, com o bom velhinho e seus presentes, eu imaginava que o Ano Novo fosse, também, um homem (sem barba, porque ainda era novo) que traria presentinhos... ou que pelo menos tivesse a forma de gente.

No momento da virada do ano eu ficava meio sem entender, até imagino minha cara de paisagem (e de sono). Todos se abraçando, som alto, fogos de artifício barulhentos. E o Ano Novo, cadê? Somente ele não estava ali.

Mas no dia seguinte eu não deixava por menos e muito sabichona indagava à minha mãe: “Quem é o Ano Novo?” Ela não sabia que aquela dúvida era mesmo real; não era devaneio de criança. Ela não respondia... e por alguns anos eu fiquei muito na dúvida sobre quem seria o tal Ano Novo. 

Imagem: Web

9 comentários:

  1. Que engraçado, Margot, essa sua espera pelo "ano novo personificado" na infância. Cabeça de criança é de uma criatividade...Um ótimo 2011 para você!

    ResponderExcluir
  2. Incrível como somos geniais quando crianças, não?
    Pena virarmos adultos moldados!

    ResponderExcluir
  3. Margot, que engraçada sua história.
    Para nós crianças que não conseguimos abstrair muita coisa, também não entendemos porque os adultos não respondiam a algumas das nossas mais "absurdas" dúvidas! rs

    Essa sua história me fez lembrar de uma época da minha vida que eu sempre ouvia:
    "Pessoas boas vão pro céu quando morrem".
    Eu pensava: "Mas, vão pro céu como? Se estão no caixão e são enterradas no chão, como eles vão pro céu? Nunca vi um caixão voando pro alto!" kkkkk

    Parece piada né?
    Mas juro que levei muitos anos para "sacar" isso!

    Um beijo querida.
    Acho que qualquer dia desses vou colocar isso no meu blog!

    :)

    ResponderExcluir
  4. Criança é assim mesmo fantasia fantasia.
    E nós adultos nem nos damos conta que por vezes falamos coisas que vão além da sua capacidade de entender.

    EStou aqui pela 1ª vez e gostei muito do seu blog
    um beijo

    ResponderExcluir
  5. OLÁ CHEGUEI AQUI ATRAVES DO CAMPARTILHANDO IDEIAS DA FLAVIA DEI RISADA DA SUA ESPERA SRRS SRSR ..É É MESMO NÉ?A GENTE QUANDO CRIANÇA FAZ CADA HISTORIA NA CABEÇA..TAMBEM TENHO UMA..MEU PAI COSTUMAVA CANTAR UMA MUSICA QUE FALAVA ASSIM"""DE TARDEZINHA QUANDO CHEGO DA ESTRADA,MINHA ROSINHA TA SOZINHA A ME ESPERAR"" EU JA IMAGINAVA UMA ROSA MESMO UM BOTÃO VESTIDO DE MULHER SABE??E FICAVA PENSANDO COMO ESSE HOMEM CASOU COM UMA ROSA SRSR SRSRS HOJE ME LEMBRO DISSO FICO ABISMADA COM MINHA MEMORIA ......E ASSIM A FLAVIA TAMBEM COM CAIXOES RSRS SRSR SRSR ..VOCE COM ANO NOVO..ACHO QUE POR QUE HOJE DEPOIS DE MÃE VI O QUANTO A GENTE PERGUNTA...NOOSA MEUS FILHOS PERGUNTAVAM MUITO DAI A GENTE RESPONDE COM BOBAGENS PRA SER MAIS RAPIDO OU ENTÃO A GENTE FICA EM SILENCIO SRSRS MAS LINDO SEU BLOG..PELO TEXTO ..REFLEXIVO...

    OTILIA

    ResponderExcluir
  6. Heheh..
    Realmente, muita coisa deixa várias dúvidas nas crianças e o pior é que os adultos não explicam!
    Beijos,
    Vanessa Sagossi
    comentandoofilme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Se todos tivessemos a curiosidade das crianças e perguntassemos tudo que nao sabemos o mundo seria menos complicado, nao é???

    Beijossss

    ResponderExcluir