Páginas

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Let It Be


Às vezes estamos distraídos e algo ou alguém nos toma de surpresa. Ontem à noite eu já estava me preparando para dormir quando o telefone tocou, atendi e ouvi a voz do Sir Paul McCartney. Era minha irmã que estava no show de Paul, no Rio de Janeiro, e teve a delicadeza de me ligar quando ele cantou "Let it Be".

Ela ligou sem nada dizer, desligou ao final da canção e eu fiquei a chorar. Chorei por saber que ela havia lembrado de mim e, principalmente, por eu ter regressado a fita dos meus anos e recordado o tempo em que eu era Beatlemaníaca. Numa época em que não existia internet e toda música que eu queria ouvir era de LPs emprestados ou gravada em fitas cassetes, com som precário e com cortes na última música.

Lembrei também de quando a Rede Globo transmitiu, em inúmeros capítulos e tarde da noite, o documentário "The Beatles Anthology" e eu pedi a minha irmã que gravasse tudo, pois eu precisava acordar cedo para ir a escola (ela estudava à tarde). No princípio ela reclamou, mas a medida que gravava e assistia ia se "contaminando" pela mania Beatle. Ao final da exibição do documentário ela já estava mais fã do que eu. Com isso eu havia ganhado uma companheira para curtir a banda dos meninos de Liverpool.

Ouvíamos Beatles, assistíamos Beatles, comíamos Beatles, sonhávamos com os Beatles. E sempre foi um sonho nosso ver um show do integrante mais ativo depois que a banda terminou - Paul McCartney. 

Ontem ela realizou esse sonho e dividiu comigo. Eu não pude estar presente, mas ela falou: "Deixe estar que Margareth vai ouvir essa canção!"

Magnólia, obrigada por essa surpresa. E viva "The Beatles". \o/\o/

Let It Be -  John Lenon e Paul McCartney

Imagem: Web

14 comentários:

  1. Existem imensas recordações que ao relembrar nos cai a lágrima, seja por saudade ou de felicidade. Enfim!

    Obrigado por partilhar. Um beijo e enormes felicidades!

    ResponderExcluir
  2. NOssa! Que lindo!!!
    Se eu pudesse teria "transmitido" via celular o show inteiro.

    Agora sou eu que agradeço pelo post! XD

    ResponderExcluir
  3. Ouuu Amiga!! Que lindo, é tão bom ser lembrada por alguém que amamos e nos ama. Quando eu estava no show de U2 liguei para minhas irmãs, mas elas fizeram o favor de não atender..hahaha.

    Kiss

    ResponderExcluir
  4. ai que fofa de irmã!
    Lembrei agora que marido restaurou o aparelho de LongPlay e nunca mais ouvi. Vou lá de novo! Não tenho Beatles, mas tenho Dire Straits, The Police, O Melhor das Novelas das 8, Boleros e muchos, muchos más...
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Eita que massa mais uma de Mag, rsrsrsr engraçado que um dia mag me disse que treinasse a traduzir musicas em inglês com Beatles que era bom de começar com eles rsrsrsr um abraço gigante Margot.

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou minha querida =]

    a Claudia Camara tem muito disso - há outro texto dela que também relembra esse monólogo.




    Que maravilha de postagem :)
    Estava ouvindo os Beatles ontem.


    Beijos

    ResponderExcluir
  7. É bem preciso haver música que se eternize no espírito e nos deixe de coração pleno. Canções que sejam inspiração e graça de todos os dias e que assim nos acompanhem numa vida. Esta é uma delas.

    ResponderExcluir
  8. Nossa, deve ter sido uma surpresa e tanto. Let it be eh uma das mais lindas canções dos Beatles. Eu amo de paixão, me traz boas recordações!!! =)

    ResponderExcluir
  9. Todos têm boas recordações através da música, isso é mágico!!!

    Um abraço a todos!!!

    ResponderExcluir
  10. O que é mais bonito é o sentimento de irma que está evidente nesse post, o resto, é resto!

    Beatles nao faz parte do meu gosto musical, eu nao sei por quê. Mas é claro que a trajetória deles é reconhecidamente de sucesso.

    ResponderExcluir
  11. O mais lindo disso tudo é o carinho que existe entre vcs.
    A delicadeza da sua irmã ao lembrar de vc é uma coisa que acredito que vc jamais esquecerá...
    xero.

    ResponderExcluir
  12. C., nesse caso o resto é resto, você tem razão. =)

    *

    Ellen, meu choro foi mais pela lembrança dela do que por ter ouvido a canção ao vivo, enfim... acho que todos captaram a mensagem. =)

    Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Olá, Margot!! Agradeço sua visita em meu blog!! Que bom que vc gostou!! Então somos colegas!! Mais uma coisa boa, apesar de saber as agruras de nossa profissão!!Mais faria Letras de novo, afinal está no meu sangue-meu pai era professor de Português rsrsr!!E continua nosso elo- gostas de gatos, eu sou apaixonada por eles, já tive vários!! Meu Siamês lindo, o Bob, fez um ano que se foi para o céu dos gatos-costumo dizer!! Deixou saudades eternas!!E ainda ama Sir Paul McCartney!! É demais!! No ginásio tínhamos o nosso Paul,era um aluno da última série parecido com ele, e se não era-achávamos que sim rsrsr!! Help, Le it Be, Penylaine,My Love... fizeram muitos bailinhos!!Dei uma passeada no seu blog e tb amei!! Visitarei mais vezes. AXÉ!!Pois sou da Bahia! Bjs, Diana.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Diana. Seja muito bem-vinda!
    Trocaremos figurinhas litero-gratronômicas e afins! =)

    Um abraço!

    ResponderExcluir