Páginas

domingo, 12 de junho de 2011

Quando Fecho os Olhos


E aí você surgiu na minha frente,
e eu vi o espaço e o tempo em suspensão.
Senti no ar a força diferente
de um momento eterno desde então.

E aqui dentro de mim você demora;
já tornou-se parte mesmo do meu ser.
E agora, em qualquer parte, a qualquer hora,
quando eu fecho os olhos, vejo só você.

E cada um de nós é um a sós,
e uma só pessoa somos nós,
unos num canto, numa voz.

O amor une os amantes em um ímã,
e num enigma claro se traduz;
extremos se atraem, se aproximam
e se completam como sombra e luz.

E assim viemos, nos assimilando,
nos assemelhando, a nos absorver.
E agora, não tem onde, não tem quando:
quando eu fecho os olhos, vejo só você.

E cada um de nós é um a sós,
e uma só pessoa somos nós,
unos num canto, numa voz.


Quando Fecho os Olhos - Chico César
Respeitem meus cabelos, brancos. (2002)

Um lindo domingo de Sol para todos os enamorados!

Imagem: Web

4 comentários:

  1. Menina se queres namorar
    Reza ao Santo Antoninho
    Dá-lhe um arco a brilhar
    Enfeita-lh’o seu caminho.

    Passa pelo nosso cantinho
    E lá encontrarás Amor
    Quadras, manjericos e carinho
    Dedicados a uma flor!

    ResponderExcluir
  2. Menino, ainda não sei rimar
    Mas se tem um Santo Antoninho
    Vou rezando sempre a sonhar
    Eu sigo todo o caminho
    Até um dia te encontrar.

    Viu?! Não sei fazer quadrinha. Sempre sobra um verso. =)

    Um beijo... que rima com Amor e Carinho! ;)

    ResponderExcluir
  3. Linda essa, hein.
    Eu nao conhecia....

    Tb quero namorar e nao sei fazer quadrinha. Mas sei rezar com fé e São Toninho a de me atender!!!
    rsrsrs

    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Adorei a letra, Margot!

    ResponderExcluir