Páginas

terça-feira, 26 de julho de 2011

Venha ver o Pôr-do-Sol


Não, não é o conto macabro da Lygia Fagundes Telles. Mas é algo que acontece em grandes cidades, ou naquelas que se encaminham para isto e, assim, pode ter seu tom lúgubre.

O fato é que com o crescimento vertical das cidades, um dos espetáculos mais lindos que a natureza oferece está sendo suprimido. O pôr-do-sol não pode mais ser apreciado como antes, pois as edificações estão cada vez mais altas.

Perto da minha casa, mais especificamente, na direção do poente, havia uma chácara relativamente grande, um espaço verde com algumas árvores e animais que vivam soltos e felizes. A propriedade era privada, mas era bom saber que perto daqui havia um lugar verde e fresquinho. 

Porém, como tudo muda, e nem sempre para melhor, essa chácara foi vendida a um grupo imobiliário que vem modificando, impiedosamente, a paisagem da minha cidade. Primeiro derrubaram boa parte das árvores, passaram a máquina e levaram todas as plantinhas que ajudam a refrescar o meio-ambiente. Agora já começaram as construções e o que eu tanto temia está prestes a acontecer - vão roubar meu pôr-do-sol.

No inverno tímido da minha cidade é possível ver um belíssimo crepúsculo, como o da foto acima. Mas o que pressinto é que para ver melhor será necessário subir a um mirante ou aos terraços dos próprios prédios que estão modificando a paisagem. 

Entristeço, não somente pelo sol que se despede sem ser visto, mas também pelo meio-ambiente que é devastado. Eu só gostaria de dizer: “Venha ver o pôr do sol!” Olhar para o lado e me ofuscar com os últimos raios de sol do dia que passou.

Foto: Margot Félix

9 comentários:

  1. Ainda assim, esta foto está fabulosa!

    Quanto ao mais belo crepúsculo, ainda está para vir, ainda não foi tempo...

    Um Beijo

    ResponderExcluir
  2. O por-do-sol é um espetáculo da Natureza que é belíssimo! E tens toda a razão. À medida que as cidades vão crescendo, que o "progresso" vai chegando, a especulação imobiliária vai se encarregando de nos tirar tudo que é belo. É uma pena, mesmo. Ainda assim, é um espetáculo tão lindo e tão majestoso, que mesmo sobre arranha-céus ele continua lindo, não é?


    beijoss

    ResponderExcluir
  3. Poxa, que chato Margot!
    Até os mais incrédulos já se conscientizaram que a qualidade do meio ambiente está comprometida. Acredito que quando o ser humano conscientizar que quando o meio anbiente morre ele também morre. Talvez ele desperte para mover nem que seja um dedo em benefício do planeta Terra.
    A foto é linda!

    ResponderExcluir
  4. Chato isso...

    Mas a foto está tão linda, apesar de.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. AI MARGOT,
    QUE ME DEU FOI UMA SAUDADESSSS!..DE QUANDO ERA MENINA E NÓS IAMOS NA CASA DA MINHA AVÓ..E LA DAVA PRA VER O POR DO SOL MAIS LINDO DO MUNDO POR QUE CASA DE AVÓ É CASA DE AMOR NÃO É?
    SABE MORO NO INTERIOR E AQUI AINDA SE VE O POR DO SOL...MAS SABE MAIS QUE AS CONSTRUÇOES EU NOTO QUE NOS ESQUECEMOS UM POUCO DELE..COM AS ATRIBULAÇOES QUE A VIDA NOS IMPOEM ..NOS ESQUECEMOS DE OLHAR PARA A DIREÇÃO DO POENTE COMO TÃO LINDAMENTE VOCE DESCREVEU ..ESTAMOS TÃO PREOCUPADOS COMO OS NORTES QUE TEMOS QUE PERCORRER NÉ?
    OLHA DEPOIS DO SEU POST EU VOU COMEÇAR A OLHAR MAIS PARA O LADO DO SOL POENTE ANTES QUE VENHA AS CONTRUÇOES OU ANTES QUE MEUS OLHOS JA NÃO CONSIGAM MAIS OLHAR ..

    MARGOT OBRIGADA PELA EMOÇAO DE LER ESTE POST

    BEIJOS

    OTILIA

    ResponderExcluir
  6. Cristiane Vieira30/07/2011 12:40

    Que sensibilidade, Margô! Lindo!

    ResponderExcluir
  7. Miguel, veremos! ;)
    Um beijo!

    *
    Cirandeira, é verdade, a natureza é bela gratuitamente. Ela não precisa da comtemplação do homem para ser bonita, mas a preservação, sim, é primordial. =)

    Beijoss

    *
    C., os incrédulos estão abrindo os olhos, mas tenho medo que até que se faça algo a Natureza já esteja dando seus últimos suspiros.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Luna, essa foto não mostra nem metade da belezura do céu nesse dia!
    Um beijo!

    *
    Oi Otilia, que bom que você teve essas lembranças e que elas são boas. Pois é, tão simples e sem custos que é apreciar a natureza e nós nem sempre temos tempo pra ela.

    Beijos!

    *
    Cristiane, você sabe do que estou falando, né? Esse condomínio aqui em frente é de um mal-gosto incrível.
    Bjooos!

    ResponderExcluir
  9. Caraca! Não acredito! Isso é ali mesmo? rsrs

    ResponderExcluir