Páginas

domingo, 18 de dezembro de 2011

Dificuldade de Expressão


"A dificuldade de encontrar, para poder exprimir, aquilo que no entanto está ali, dá uma impressão de cegueira. É quando, então, se pede um café. Não é que o café ajude a encontrar a palavra mas representa um ato histérico-libertador, isto é, um ato gratuito que liberta."

Clarice Lispector
In: Aprendendo a Viver.

Imagem: Web

4 comentários:

  1. Café. Sempre ele.

    =)

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Margot!!

    Ah, Clarice-mulher sábia!! Às vezes, preciso parar urgentemente para tomar um cafezinho, parece que ele me renova quando dele preciso rsrsr!! Mas não sou viciada em café, ele, para mim, funciona como um marcador , em antíteses, de necessidades várias: acalma e acelera; alegra e torna melancólica(em dias chuvosos);extroverte e recolhe....Enfim, gosto muito do ritual do cafezinho, adoro o tilintar das xícaras em seus pires e o movimento da colher mexendo o açúcar-pura poesia!!!Bjs.

    **já tem receita no blog, apareça!!

    ResponderExcluir
  3. Companheiro de todas as horas, né Luna. :)

    Bjos!

    *
    Diana, é isso mesmo. Há todo um ritual para fazer o café e eu gosto muito disso.

    Vou ver as receitas!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. O café é a pausa para reflexão.
    É a carência suprida. Quente.
    Reconforto. Combustível.
    (gosto do meu com leite, bem quente)
    Beijos, Margot!

    ResponderExcluir