Páginas

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Um sofá poético


Encontrei essa foto, na web, já faz alguns anos. Hoje tirei da gaveta e trouxe para o Compartimento. Não sei quem foi o feliz autor desse registro, nem a ocasião de tal evento, mas sempre que vejo fico com um leve sorriso na face.

Vamos às apresentações: o pernambucano, Manuel Bandeira, observando a "Cinza das Horas", ou sonhando com a Pasárgada?; a seguir, Carlos Drummond de Andrade todo gauche e mineiramente quieto (reparem em suas mãos postas sobre as pernas - que singelo!); Cecília Meireles nem alegre nem triste, sendo apenas e tão somente uma belíssima (e grande) poeta; Vinícius de Moares, o "poetinha" - nada tímido nada gauche - visivelmente inclinado para a bela musa. E aquele uísque ali na mesinha, alguém duvida que seja dele?

Esse é ou não é um lindo e poderoso sofá poético?

5 comentários:

  1. Se esse sofá falasse!
    ;D

    ResponderExcluir
  2. Pura poesia, Margot:
    sofá e fotografia!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Um sofá de sonho...
    Um sofá que perdurará!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  4. Margot, Imagem e Texto se completam com extrema perfeição.
    Beijo carinhoso

    ResponderExcluir