Páginas

sábado, 11 de maio de 2013

O sempre amor

Amor é a coisa mais alegre
amor é a coisa mais triste
amor é coisa que mais quero.
Por causa dele falo palavras como lanças.
Amor é a coisa mais alegre
amor é a coisa mais triste
amor é a coisa que mais quero.
Por causa dele podem entalhar-me,
sou de pedra sabão.
Alegre ou triste,
amor é coisa que mais quero.

Adélia Prado
'Bagagem'


 Pic: Web

8 comentários:

  1. Olá, Margot!

    Enfim, voltei de viagem!Agora, de volta à realidade nua e crua rsrsr!!Adélia Prado é a sensibilidade em pessoa!Gosto muito do jogo de antíteses em poesia e esta que ela faz é singela, mas bastante significativa!Bjs.

    Visite-me em ...degustarler...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que a viagem tenha sido incrível, Diana. Vou já visitar seu blog! Bjs!

      Excluir
  2. ah, o amor...
    sinônimo de alegria e dor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas contradições que dão o sabor. :)

      Excluir
  3. Seu blog é tão meigo! Amei! http://www.lilivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Margot! Eu não conhecia este poema. É bem verdadeiro.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Regina, Adélia Prado é sempre precisa, não é?
      Beijo!

      Excluir