Páginas

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Todas as Manhãs do Mundo

'Todas as Manhãs do Mundo' - 1991
Alain Corneau






"A música está para dizer aquilo que a palavra não pode."


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Capitu - A Vida é uma Ópera


Uma vez a cada 10 anos a Rede Globo apresenta ao público algo decente e com refinamento artístico. São raras as produções que contemplam a inteligência dos telespectadores e enveredam para o invulgar. Capitu (2008) foi essa pérola que recebemos de presente! Pinceladas de poesia, um repouso na beleza!





Machado de Assis - o criador do célebre Dom Casmurro e sua amada Capitu, dispensa apresentações. Apenas destaco a boniteza do trabalho do realizador, Luiz Fernando Carvalho, que dá vida às imagens mais belas de grandes obras literárias que às vezes ficam adormecidas em estantes empoeiradas e por displicência esquecemos de ler.  


Ainda bem que existem as almas bondosas que partilham essa preciosidade no YouTube.
A quem interessar, deixo os links para ver a minissérie na íntegra em 5 capitulos:

Capítulo 1 > http://www.youtube.com/watch?v=X0ZjXHDBatw

Capítulo 2 > http://www.youtube.com/watch?v=ZjyqwwwhBD0

Capítulo 3 > http://www.youtube.com/watch?v=LqLkIzdEAGw

Capítulo 4 > http://www.youtube.com/watch?v=x3HpggLXz9A

Capítulo 5 > http://www.youtube.com/watch?v=iFRjx242Fbo

 
“Conhecia as regras do escrever, sem suspeitar as do amar; tinha orgias de latim e era virgem de mulheres.”

"A alma da gente, como sabes, é uma casa assim disposta, não raro com janelas para todos os lados, muita luz e ar puro."

"Capitu, isto é, uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem."

"Capitu era também mais curiosa. As curiosidades de Capitu dão para um Capítulo. Eram de várias espécies, explicáveis e inexplicáveis, assim úteis como inúteis, umas graves, outras frívolas, gostava de saber tudo." 

Dom Casmurro - Machado de Assis


Capitu - 2008
Projeto Quadrante

sábado, 2 de fevereiro de 2013

De Passarinhos


Para compor um tratado sobre passarinhos
É preciso por primeiro que haja um rio com árvores
e palmeiras nas margens.
E dentro dos quintais das casas que haja pelo menos
goiabeiras.
E que haja por perto brejos e iguarias de brejos.
É preciso que haja insetos para os passarinhos.
Insetos de pau sobretudo que são os mais palatáveis.
A presença de libélulas seria uma boa.
O azul é muito importante na vida dos passarinhos
Porque os passarinhos precisam antes de belos ser
eternos.
Eternos que nem uma fuga de Bach.

Manoel de Barros

in, Tratado Geral das Grandezas do Ínfimo (2001)
 

Xilogravura: Winter Bird and Ivy Original Linocut